A Biblioteconomia e as contradições do social

Gabrielle Francinne de S. C. Tanus

Resumo


A análise e a relação discursiva da Biblioteconomia podem ser empreendidas a partir de diferentes correntes de pensamento. Neste trabalho nos concentramos nos discursos da Biblioteconomia com as Ciências Sociais e Humanas; em particular, com o pensamento marxista e crítico. Essa vertente nomeada de “contradições do social” busca desvelar as contradições, conflitos e interesses presentes na sociedade. Para essa discussão, os discursos de Brown César, Rendón Rojas, Almeida Júnior e Milanesi são convocados e tensionados. Estes autores trazem elementos em seus discursos que possibilitam tal relação, seja no todo ou em partes, tendo em vista que os dois primeiros podem ter seus discursos também associados a outras correntes de pensamentos como, por exemplo, “ordenamento do social” e “construção do social” respectivamente. A compreensão dos saberes que conformam parte do discurso da Biblioteconomia possibilita uma visão mais aprofundada desse campo científico, trazendo luz, também, ao contexto mais amplo das Ciências Sociais e Humanas, onde se insere como modalidade específica do pensamento.


Palavras-chave


Biblioteconomia; Correntes de pensamento; Ciências Sociais e Humanas; Análise do discurso

Texto completo:

PDF



Informação & Sociedade: Estudos - ISSN: 1809-4783