Gestão da Informação em ambientes híbridos: condições de apoio da Arquitetura da Informação

Luzia Góes Camboim, Maria das Graças Targino, Marckson Roberto Ferreira de Sousa

Resumo


No contexto atual, em que os usuários utilizam diferentes mídias fortemente inter-relacionadas e com arquiteturas da informação formando ecossistemas, não se pode pensar a Gestão da Informação isolada num único ambiente. Este artigo se propõe a discutir pontos de integração entre Gestão da Informação e Arquitetura da Informação, considerando a interoperabilidade entre ambientes físicos e virtuais, característicos da sociedade de informação contemporânea. O tráfego para os usuários entre esses dois ambientes requer que o encontrado no ambiente real seja o mais similar possível ao seu correspondente no ambiente virtual. Desta forma, os processos em Gestão da Informação devem contribuir para tornar ambos os ambientes mais próximos possíveis um do outro. A Arquitetura da Informação Pervasiva torna-se apoio fundamental para que a Gestão da Informação alcance esse objetivo. Partindo-se da análise dos processos de gerenciamento da informação propostos por Thomas Davenport, pode-se correlacionar as heurísticas com a Arquitetura da Informação Pervasiva proposta por Andrea Resmini e Luca Rosati, com potencial para auxiliar cada uma das etapas da Gestão da Informação.


Palavras-chave


Arquitetura da Informação. Arquitetura da Informação Pervasiva. Gestão da Informação. Heurística. Usuários. Ambientes híbridos.

Texto completo:

PDF



Informação & Sociedade: Estudos - ISSN: 1809-4783