Análise da Gestão da Informação para a Saúde Preventiva: o caso do Projeto Garotada Solidária contra o contágio das DST/AIDS

Claudialyne da Silva Araújo, Julio Afonso Sá de Pinho Neto

Resumo


Na sociedade contemporânea, a informação e o conhecimento tornaram-se recursos estratégicos que englobam a transmissão, a valorização, o armazenamento, a distribuição e a disseminação da informação como elementos centrais de atividades econômicas das organizações. Neste panorama emerge a constante preocupação com a realidade social onde as pessoas estão inseridas, preocupações estas que estão voltadas para a exclusão e a inclusão social, onde se observa, cada vez mais, o fortalecimento das organizações ligadas ao terceiro setor, mais precisamente as Organizações Não Governamentais (ONGs), que contribuem para o desenvolvimento social. Assim, a gestão da informação (GI) atua como um elemento estratégico para a execução de projetos que possuem como elemento central e essencial a informação. Essa pesquisa foi desenvolvida com objetivo de analisar ações que compõem o processo de GI e que são adotadas na implementação do Projeto Garotada Solidária (PGS), promovido pela ONG Amazona. Essa organização trabalha com a informação preventiva, por meio da conscientização de jovens contra o contágio das DST/AIDS em cinco comunidades, que se encontram em situação de risco, localizadas no entorno da cidade de João Pessoa-PB. O estudo foi elaborado a partir de fundamentos teóricos da Ciência da Informação e, para sua efetivação, foi aplicado o modelo de gestão da informação proposto por McGee e Prusak (1994). Trata-se de uma pesquisa qualitativa, cujo método utilizado foi o estudo de caso, tendo em vista a necessidade de desenvolver um aprofundamento exaustivo visando adquirir um amplo e minucioso conhecimento do objeto da pesquisa. Através da coleta e análise dos dados, percebeu-se que o processo de GI é realizado de forma não planejada, o que reduz o potencial que este poderia ter na consecução dos objetivos a que se propõe o PGS. Essa fragilidade fez com que em algumas comunidades os resultados fossem insatisfatórios, pois houve a interferência de diferentes problemas que não puderam ser sanados a contento, o que acabou por comprometer o êxito esperado.

Palavras-chave


Gestão da Informação. Terceiro Setor. ONGs. Informação. Ciência da Informação.

Texto completo:

PDF



Informação & Sociedade: Estudos - ISSN: 1809-4783